Com apoio da ONU, 2º Festival Internacional de Cinema LGBTI começa na quinta-feira (22) em Brasília

Parte da programação do 2º Festival Internacional de Cinema LGBTI. Imagem: Divulgação

Parte da programação do 2º Festival Internacional de Cinema LGBTI. Imagem: Divulgação

De 22 de junho a 2 de julho, o 2º Festival Internacional de Cinema LGBTI levará para as salas do Cine Brasília 13 longas-metragens de diversos países e dez curtas da campanha das Nações Unidas “Livres e Iguais”. A mostra é organizada pelas embaixadas da Austrália, Bélgica, Dinamarca, Estados Unidos, França e Países Baixos no Brasil. A ONU, o governo brasileiro e outras missões diplomáticas na capital federal também apoiam a iniciativa. A entrada é franca.

Entre as produções exibidas, está o curta-metragem Rúgbi: um jogo contra o preconceito, realizado por Pedro Andrade, do Centro de Informação das Nações para o Brasil (UNIC Rio), para a “Livres e Iguais”. A obra lembra a trajetória da atleta olímpica Isadora Cerullo, pedida em casamento pela namorada Marjorie Enya durante os Jogos Olímpicos de 2016.

O objetivo do Festival é celebrar os direitos das pessoas LGBTI por meio da sétima arte, em meio a um contexto de aumento da violência e da discriminação baseadas em identidade de gênero e orientação sexual no Brasil.

De acordo com dados da ONU, das 1.654 mortes de pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersex reportadas na América Latina entre janeiro de 2008 e abril de 2016, o Brasil lidera o ranking com mais da metade das ocorrências. No país, a cada 25 horas, ocorre um assassinato de fundo homofóbico — totalizando 343 mortes em 2016 —, segundo a organização não governamental Grupo Gay da Bahia.

Historicamente, o cinema de ficção associava pessoas LGBTI a personagens secundárias, com papéis veiculando clichês ou situações que não refletiam a complexidade da realidade vivida por esses indivíduos. Hoje, diversas produções rompem estereótipos e, a cada ano, cada vez mais cineastas constroem novas narrativas, tanto em ficção como em documentários. A sensibilidade das personagens, a beleza das imagens, tal como o choque produzido por certas cenas, eis o que cinema propõe: carregar ideias de afeto.

O 2º Festival Internacional de Cinema LGBTI recebe o apoio das embaixadas da Alemanha, Canadá, Croácia, Noruega, Reino Unido e Suécia, bem como do Ministério da Saúde brasileiro e da Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

Com a mostra, as instituições participantes homenageiam os membros da comunidade LGBTI que morreram em decorrência de crimes de ódio ou de complicações relacionadas a doenças sexualmente transmissíveis (DIT). Organizadores reafirmam o seu compromisso com a igualdade e a dignidade de todos os seres humanos, independentemente da sua orientação sexual e identidade de gênero.

O Festival acontece em junho em reconhecimento ao Mês Internacional do Orgulho LGBTI. Evento também dá continuidade às ações para o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, lembrado em 17 de maio. Nessa data, a homossexualidade foi retirada da classificação internacional de doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Confira a programação completa do festival clicando aqui.

SERVIÇO

Evento: II Festival Internacional de Cinema LGBTI
Data: 22 de junho a 2 de julho 2017
Local: Cine Brasília (EQS 106/107 – Asa Sul)
Confira a programação completa do festival clicando aqui.
Facebook: https://www.facebook.com/events/1569692913082873/

Comentários

Deixe seu comentário